top of page

Minha história

Eu sou de Soto de Cerrato, uma pequena aldeia de Palencia, no interior da Espanha, onde desenvolvi meu amor pela natureza. Tendo claro ─desde criança─ que o comportamento dos animais era o que mais me apaixonava, sai da minha pequena aldeia para estudar biologia na Universidade de Salamanca. Logo, Salamanca se tornou meu segundo lar, onde fiquei muitos anos vivendo, amando, estudando e trabalhando incansavelmente, me formando como cientista. Enquanto isso, visitei as ilhas mais remotas e subi as montanhas mais altas da Península Ibérica para estudar a termorregulação dos pequenos lagartos ameaçados que moram lá.

WhatsApp Image 2023-12-18 at 16_edited.j

Após meu doutorado, mudei para o Brasil, para continuar descobrindo como a temperatura modula o comportamento dos animais. Estive lá quatro anos, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul (Brasil), uma bela cidade onde araras, jacarés e capivaras dividem seu espaço com os seres humanos, ensinando Comportamento Animal, pesquisando, treinando estudantes e organizando  eventos de ciência e de divulgação na UFMS. Além disso, tive a grande sorte de fazer o trabalho de campo no Pantanal ─a maior área alagada do mundo─ um paraíso natural onde a vida selvagem ainda se agita quase imperturbável.

Ao longo do caminho, fui percebendo como ainda estamos longe de obter igualdade de gênero e como ela é importante para avançar na construção de um futuro mais sustentável. Embora eu tente ser otimista, os animais que tanto amo são mais ameaçados a cada dia, e a única maneira de preservá-los a médio ou curto prazo é agir agora. Aliás, não é apenas por eles: é indubitável que nós, humanos, dependemos totalmente de uma natureza saudável para viver. Está provado que a igualdade de gênero promove melhores resultados científicos e melhora a sustentabilidade. Assim, alcançar a igualdade de gênero na ciência e na tomada de decisões se torna essencial se queremos superar as atuais crises ambientais. No entanto, nós mulheres ainda somos menos de 15 a 20% em cargos de tomada de decisão em todo o mundo. É por isso que comecei a dedicar muita energia para promover a igualdade de gênero na ciência e é por isso que fiquei tão feliz quando, em 2019, fui selecionada para o Homeward Bound, um programa revolucionário de liderança internacional para mulheres na ciência. Dois anos de treinamento intensivo de liderança com uma incrível rede global de mulheres em STEM me prepararam para ser uma líder efetiva em minha carreira científica e influenciar decisões voltadas para a valorização da ciência, proteção da natureza e apoio a outras mulheres pesquisadoras.

Em 2021 ganhei um concurso de pós-doutorado de atração de talentos do governo da Andaluzia que me permitiu retornar à Espanha para trabalhar na Universidade de Granada. Em 2023 passei concurso na Universidade de León, graças a um programa de excelência.

WhatsApp Image 2023-12-26 at 12.36.09.jpeg

Aqui estou consolidando minha linha de pesquisa sobre o efeito da paisagem termal na ecologia comportamental e de movimento de vertebrados selvagens e suas implicações para mitigar os impactos das mudanças climáticas, em colaboração com pesquisadores interdisciplinares de diferentes universidades da Espanha, Brasil, EUA e Reino Unido.

CV (atualizado em janeiro de 2023)

bottom of page